EDITOR RESPONSÁVEL: JORNALISTA CLOVIS ALMEIDA - MTE/3416 - CE

O PRÉ-SAL AGORA É DELES

Escrito por Junior Pentecoste. Publicado em Brasil

Em uma sessão longa e tumultuada, em que deputados da oposição vestiram jalecos de petroleiros para defender o pré-sal, e foram chamados de "ladrões", aos gritos, por parlamentares governistas, foi aprovado o projeto de lei que retira da Petrobras a obrigatoriedade de participar da exploração do pré-sal e abre o negócio a empresas estrangeiras; placar foi de 292 votos a favor, 101 contra e uma abstenção; faltam ser analisados destaques ao texto, o que deve ocorrer na semana que vem; "Hoje é um dia histórico, dia em que Congresso traiu povo brasileiro e entregou Pré-Sal, nosso passaporte para o futuro, para os estrangeiros", lamentou a deputada Erika Kokay (PT-DF)

247 - Em uma sessão longa e tumultuada, em que deputados da oposição vestiram jalecos de petroleiros para defender o pré-sal, e foram chamados de "ladrões" por parlamentares governistas, foi aprovado o projeto de lei que retira da Petrobras a obrigatoriedade de participar da exploração do pré-sal e abre o negócio a empresas estrangeiras.

A luta começa, continua e vence com os trabalhadores na rua

Escrito por Junior Pentecoste. Publicado em Brasil

O NDD - Núcleo em Defesa da Democracia realiza há 56 semanas de concentração na Praça dos Três Poderes em frente ao Palácio do Planalto. Os participantes do movimento, que é suprapartidário, se encontram todas as segundas feiras no início da noite, com o objetivo tirado por consenso de lutar e defender a integridade e plenitude do mandato da presidenta Dilma Rousseff, eleita democraticamente pelo voto direto do povo brasileiro (mais de 54 milhões de votos), e exigir a manutenção da Democracia e permanecer na praça até o dia 1 de janeiro de 2019, quando esperamos assistir Dilma passar a faixa presidencial a seu sucessor que esperamos seja Lula.

Barroso diz que Fachin sofre cerco e precisa de proteção

Escrito por Junior Pentecoste. Publicado em Jurídico

 
O ministro do STF Luís Roberto Barroso afirmou que seu colega Edson Fachin, relator da Lava Jato na corte, está envolto em pressões e que há "um cerco" se fechando sobre o ministro; “Ninguém poderia achar que um processo criminal desta magnitude, envolvendo autoridades com a estatura das autoridades que estão tendo que se defender e se explicar, não produzisse reação", disse Barroso; Fachin substituiu Teori Zavascki, morto em um acidente de avião de circunstâncias ainda não explicadas, na relatoria da Lava Jato

INTERNET DE QUALIDADE - CLICK NA IMAGEM