EDITOR RESPONSÁVEL: JORNALISTA CLOVIS ALMEIDA - MTE/3416 - CE

Mais um caso de notícia falsa em Fortaleza invade as redes sociais

Escrito por Junior Pentecoste. Publicado em Jurídico

 
Especialista em direito digital adverte sobre as consequências jurídicas do compartilhamento de mentiras na internet. A recente onda de ataques aos coletivos de Fortaleza também revelou uma triste faceta da utilização das redes sociais: a proliferação de notícias falsas. Pouca gente sabe que a prática poda acarretar consequências perigosas e também em multas para quem curte e compartilha a notícia, mesmo acreditando que se trata da "verdade". 

Pessoa Jurídica prejudicada por boato pode requerer indenização por dano moral

Escrito por Junior Pentecoste. Publicado em Jurídico

 
É comum utilizar as redes sociais para desabafar sobre aquele atendimento ruim do funcionário do banco; reclamar da qualidade do pão produzido na padaria perto de casa; ou até mesmo detonar alguma empresa cujo produto está vencido nas prateleiras do supermercado. Na maioria dos casos, os clientes têm razão e as empresas entram em contato com os que se sentiram prejudicados para resolver a questão. Existem situações, porém, onde a pessoa que divulga sua indignação não está falando a verdade, ou seja, movida por algum interesse, acaba agindo de má-fé. O que pouca gente sabe é que, se comprovada a mentira, o individuo pode ser acionado pela pessoa jurídica por dano moral. 

INTERNET DE QUALIDADE - CLICK NA IMAGEM