EDITOR RESPONSÁVEL: JORNALISTA CLOVIS ALMEIDA - MTE/3416 - CE

Campanha Ceará Sem Drogas mobiliza mais de três mil e quinhentos alunos em dois municípios

Escrito por Junior Pentecoste Ligado . Publicado em Ceará

 
Mais de dois mil jovens, moradores e lideranças políticas do município de Cruz lotaram o ginásio poliesportivo Josino Bernardino da Silveira, no bairro Vila Olímpica, na manhã de sexta-feira (05/05), para acompanhar a 15ª edição da campanha Ceará sem Drogas. A iniciativa, idealizada pelo presidente da Assembleia, deputado Zezinho Albuquerque (PDT), busca conscientizar jovens cearenses sobre os malefícios da dependência química.
 
Zezinho Albuquerque ressaltou o recente levantamento da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), segundo o qual 70% a 80% dos jovens se envolvem com drogas por causa da curiosidade. “Precisamos do envolvimento das famílias e das escolas, porque sem elas não se faz com sucesso esse projeto Ceará sem Drogas”, afirmou.
 
O parlamentar destacou ainda os resultados do Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios na Adolescência – desenvolvido pela Assembleia Legislativa em parceria com o Governo do Estado e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).
 
Segundo Zezinho Albuquerque, o relatório do Comitê mapeou o perfil dos jovens que praticam homicídios e também dos que são assassinados, além de identificar o contexto em que esses jovens estavam inseridos.
 
O prefeito de Cruz, Jonas Muniz, agradeceu ao deputado Zezinho Albuquerque pela oportunidade de discutir a temática no município e ressaltou a importância da prevenção no combate às drogas.
 
“Nada melhor do que prevenir a droga, porque nós sabemos, e vocês jovens também sabem, que aquele que entra e se envolve dificilmente consegue sair”, alertou. Ele lembrou ainda que as famílias também são atingidas pelo problema, e não apenas o usuário.
 
O ex-jogador e comentarista esportivo Walter Casagrande, durante a palestra e sua experiência com as drogas, lembrou que hoje existem projetos que buscam esclarecer acerca dos riscos do uso dos entorpecentes, algo que, segundo ele, não existia antes.
 
“Hoje eu consigo ter uma rotina: faço academia todos os dias pela manhã, vou para a terapia à tarde, no final de semana vou ao teatro, cinema, bares… Isso eu consegui após a recuperação, mas, quando você está nas drogas, a droga pega você para ela, você não consegue fazer nada. Você põe em risco a sua posição, você põe em risco até a sua vida”, alertou.
 
Segundo a professora dos 8º e 9º anos da Escola de Ensino Fundamental Filomena Martins dos Santos, Jane Freitas, o momento é fundamental para conscientizar não apenas os jovens, mas também os adultos. “É muito importante receber uma pessoa que já passou por uma situação difícil e que hoje está recuperada e vem fazer esse depoimento, vem tentar sensibilizar nossos jovens”, disse.
 
Já para o estudante Edson Elias, 13 anos, a palestra serviu de alerta sobre os malefícios das drogas. “Foi interessante ouvir o Casagrande falar sobre as drogas e o usuário e também sobre como é importante não usar drogas e cuidar da própria vida”, avaliou.
 
A Campanha Ceará sem Drogas tem promovido contato direto com a juventude cearense desde 2014. Já foram realizados 14 encontros nos municípios de Limoeiro do Norte, Sobral (duas edições), Crato, Viçosa do Ceará, Campos Sales, Aquiraz, Nova Russas, Fortaleza (duas edições), Acaraú, Crateús, Horizonte e Aracati.
 
Também participaram do evento o deputado estadual Manoel Duca (PDT); o vice-prefeito de Cruz, Glaydston Muniz; o presidente da Câmara Municipal de Cruz, Erlandson Muniz; e o prefeito de Santana do Acaraú, Marcelo Arcanjo.
 
Em Aracati, a população recebeu, na tarde desta quinta-feira (04/05), a campanha Ceará sem Drogas, projeto de iniciativa da Assembleia Legislativa do Ceará, idealizado pelo presidente da Casa, deputado Zezinho Albuquerque (PDT). Cerca de 1.500 pessoas, entre jovens, professores, lideranças comunitárias e políticas estiveram no Ginásio São Marcelino Champagnat, do Colégio Marista, e assistiram a palestra com o comentarista esportivo e ex-jogador da Seleção Brasileira, Walter Casagrande, mediada pelo jornalista Fábio Pizzato.
 
O presidente Zezinho Albuquerque, ao abrir o evento, fez uma avaliação positiva da Campanha, que já percorreu 14 municípios desde 2014. De acordo com ele, uma pesquisa recente realizada pela equipe da campanha mostra que 70% a 80% dos jovens se envolvem com drogas por curiosidade. “Trazer uma figura de credibilidade como o Casagrande é importante para mostrar a esses jovens que esse caminho (das drogas) não vale a pena”, frisou.
 
Alunos de ensino fundamental e médio ouviram sobre a experiência de Casagrande, do início da carreira ao envolvimento com as drogas, também contada no livro “Casagrande e Seus Demônios”. O uso de entorpecentes levou o comentarista a uma pausa na carreira e a internação durante um ano. “Aos poucos, você vai perdendo a família, os amigos e a identidade. Há uma inversão de valores. E um dos pontos importantes na reabilitação de um dependente químico é ele ter um projeto de vida”, comentou, sobre o que o levou a superar o vício.
 
Casagrande também falou de episódios marcantes, como o dia em que sofreu overdose e foi socorrido pelo filho de 14 anos, com quem estava sozinho em casa. Sobre o tratamento, o ex-jogador contou que precisou passar seis meses isolado, sem qualquer contato com a família.
 
O prefeito de Aracati, Birmarck Maia (PTB), também compôs a mesa do evento, ao lado do deputado estadual Bruno Pedrosa (PP),  e exaltou a contribuição de Casagrande com a palestra. “É um exemplo de vida pelo que passou e também exemplo de prevenção, para que jovens não entrem nesse caminho”, ressaltou. Para o prefeito, cidades turísticas como Aracati estão mais suscetíveis à incidência do uso de drogas. “Temos muitas pessoas oriundas de outras localidades que podem trazer o mau exemplo do uso indevido da droga, além também do desemprego, que está assolando o Brasil inteiro e torna a entrada nas drogas ainda mais atrativa”, explicou.
 
A titular da Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD), Aline Bezerra, informou que o Estado possui mais de 300 vagas de acolhimento em comunidades terapêuticas, como o Centro de Referência da Secretaria, que fica no bairro Jacarecanga. “Lá o dependente é atendido por um profissional capacitado, psicólogo, assistente social, e pode ser encaminhado para rede pública, para acolhimento”, comentou.
 
A Secretaria tem parceria com a AL na campanha e programas de prevenção. Para tirar dúvidas sobre os procedimentos de acolhimento, a população pode ligar para o telefone 0800275 1475. Para o interior, está disponível ainda o aplicativo PossoAjudar (plataformas Android e IOS), que filtra informações por município e disponibiliza a rede de atenção de cada localidade.
 
Estudantes de localidades vizinhas da sede do município também participaram do evento. O professor de Educação Física, Marciano Santos, 36, trouxe um grupo de Canoa Quebrada, alunos de projetos sociais envolvendo esportes como surf e futsal. “Hoje em dia a droga está em todo lugar e nem sempre as pessoas têm orientação necessária. Ainda mais esses jovens, que estão na época de experimentar, da curiosidade”, enfatizou.
 
O educador descreveu o evento como uma “oportunidade única” e falou da importância do esporte. “Casagrande é um ídolo e isso serve de exemplo pras crianças verem que a droga não é boa escolha. É preciso falar sobre isso na escola e pra mim o esporte serve como ferramenta de resgate”.
 
O estudante do 2º ano Lucas Nepomuceno, 16, assistiu a palestra com a família e afirmou que ter mais informações sobre o assunto é importante. “Falar sobre isso na escola é uma forma de prevenir”, apontou.
 
Imagens: Pio Junior em cruz e Bia Medeiros em Aracati.
 
Assessoria de Imprensa – Assembleia Legislativa do Ceará
Salomão de Castro: 85.99611.8953

Tags: Deputado Zezinho Albuquerque Assembleia legislativa Ceará Ceará Sem Drogas Campanha Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios na Adolescência Cruz - CE Aracati - CE

INTERNET DE QUALIDADE - CLICK NA IMAGEM