EDITOR RESPONSÁVEL: JORNALISTA CLOVIS ALMEIDA - MTE/3416 - CE

Cunha é condenado a 15 anos e 4 meses de prisão (1ª condenação)

Escrito por Junior Pentecoste Ligado . Publicado em Jurídico

 
O Ex-deputado federal e ex-presidente da Câmara dos Deputados, Educardo Cunha, foi condenado pelo Juiz Moro pela primeira vez na Lava Jato, em 15 anos e quatro meses de reclusão, por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão fraudulenta de divisas.
 
O condenado Eduardo Cunha, é acusado de receber em contas no exterior propina de um milhão e meio de dólares pela compra da Petrobras, de um campo de petróleo na África. Na sentença, o Juiz Moro disse que a participação na colaboração internacional com a Suíça foi de fundamental importância no processo.
 
Na sentença o juiz Sérgio Moro citou perguntas feitas por Eduardo Cunha para que o presidente Michel Temer respondesse por escrito como testemunha de defesa. Mas o Juiz Moro proibiu parte das perguntas.
 
Hoje o juiz disse que as perguntas tinham o objetivo de constranger o presidente Temer, que provavelmente buscavam com isso provocar alguma espécie de intervenção indevida da parte do presidente em favor do preso, o que não ocorreu.
 
 
Moro também disse que as perguntas tinham caráter intimidatório menos evidente e que o processo não pode ser para transmitir ameaças, recados ou chantagens a autoridades ou a testemunhas de fora do processo.
 
O ex-deputado está preso desde outubro. O juiz Sérgio Moro reforça que ele deve permanecer preso durante a fase de recurso. Moro alega que mesmo na cadeia, Cunha tentou ameaçar e chantagear autoridades e testemunhas.
 
Cunha nega que ter dinheiro em contas secretas no exterior.
 
Eduardo Cunha responde a outros processos na justiça, mesmo sem fóro previlegiado após a cassação, Cunha é alvo de outros dois inquéritos no STF, ele responde juntamente com parlamentares, investigação que apura se um grupo de deputados do PMDB da Câmara, formam uma organização criminosa com dirigentes e empresários, para desviar recursos da Petrobrás.
 
Outra investigação, apura se Cunha e parlamentares aliados dele, atuavam para a aprovação de Emendas e requerimentos para prejudicar a Construtora Schahin e favorecer o doleiro Lucio Funáro. Na primeira instância a qual o Cunha foi condenado, ele responde também a duas ações penais e também é alvo de pelo menos uns cinco inquéritos, são casos que correm em Brasília, Rio de Janeiro (acusação de ter recebido cinco milhões de dolares de propinas, depois da compra de navios sondas pela Petrobrás) e também no Rio Grande do Norte. 

Tags: jurídico lava jato eduardo cunha esquema de propina juiz sérgio moro corrupção passiva lavagem de dinheiro evasão fraudulenta de divisas condenação

INTERNET DE QUALIDADE - CLICK NA IMAGEM